, ,

Engenheiro de Petróleo: um cargo promissor

Comente

Desde as descobertas de reservas de petróleo e gás natural na Bacia de Campos (nos anos 70) até o atual fenômeno do pré-sal, o mercado brasileiro de energia se expandiu, gerando muitos postos de trabalho nem sempre ocupados com facilidade, por causa do déficit de profissionais com capacitação ideal.

Neste cenário positivo, o engenheiro de petróleo, responsável por maximizar a produção de poços e jazidas de petróleo e gás natural, é um profissional cada vez mais requisitado e valorizado no Brasil.

A Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip) prevê a geração de 2 milhões de empregos no setor petrolífero até 2020, sendo que parte considerável deve ser ocupada por engenheiros de petróleo.

Segundo o engenheiro da Petrobras, Marcelo Salomão (54), “em geral os engenheiros de petróleo não têm dificuldade de conseguir emprego. A contratação é grande, o mercado está em ascensão e há uma carência de profissionais”.

Comentários